Thumbnail

Um belo exemplar de Pinot chileno: Arboleda Pinot Noir 2013

Participamos no último dia 10 de junho de mais uma degustação virtual promovida pelo Winebar, que contou com a presença da embaixatriz da Viña Arboleda, Maria Eugênia Chadwick (veja aqui). Fundada em 1999, a bodega é um projeto pessoal do respeitado Eduardo Chadwick na região do Aconcagua.
No último post (relembre) comentei Chardonnay da mesma safra 2013, com um excelente resultado na taça. Mas, hoje a vez é de um tinto também muito bom, elaborado com a queridinha (e incompreendida talvez na mesma proporção) Pinot Noir, originária da França, mas que dá bons resultados em várias partes do mundo, com estilos diferentes, nem sempre parecidos com os famosos e caros Borgonha.
O vinho de hoje envelheceu durante 12 meses em barricas de carvalho francês, sendo que 25% delas são novas. Interessante que a passagem de um ano por madeira não deixou o vinho amadeirado em exagero, ao contrário não escondeu a fruta e considero que o carvalho lhe deu complexidade e suas características estão em boa integração com o frutado.
Na taça a coloração é típica dos Pinot, um rubi de boa transparência. Nos aromas as tradicionais frutas vermelhas silvestres, cereja, algum floral e notas lembrando folhas secas. A madeira está discreta, com aromas levemente tostados.
Na boca tem corpo típicos dos Pinot do Novo Mundo, mas sem os exageros do álcool ou da madeira, algo que infelizmente acontece. Elegante, com boa acidez e taninos presentes, sem agressividade. Fruta exuberante se repetindo, com notas tostadas da madeira (sem excessos) e bom equilíbrio entre suas características. Refrescante. Tem final longo, repetindo tudo e dando vontade de mais uma taça.
Confesso que já bebi vários Borgonha mais acessíveis, procurando encontrar algum interessante e que caiba no meu bolso. Então, posso afirmar que pelo preço desse vinho encontrei muito poucos franceses com características tão interessantes.
*** Por favor, leiam o parágrafo acima novamente, para que não fique a impressão de que estou comparando os vinhos da Borgonha com os Pinot Noir do Chile. Combinado?
Para harmonizar com o vinho a vinícola indica pratos à base de aves, risotos delicados, importando que não sejam muito temperados.
Detalhes da compra:
O vinho é importado pela Expand e vendido em sua loja virtual por R$155, mas essa garrafa eu recebi em casa para participar de mais uma degustação virtual promovida pelo Winebar (veja aqui a entrevista completa).
Saúde a todos!

Originally posted here - 

Um belo exemplar de Pinot chileno: Arboleda Pinot Noir 2013